quinta-feira, dezembro 31, 2009

2010 com os 10 de Deus

1º Amarás a Deus sobre todas as coisas.
2º Não tomarás o Nome de Deus em vão.
3º Santificarás as festas.
4º Honrarás a teu pai e a tua mãe.
5º Não matarás.
6º Não cometerás atos impuros.
7º Não roubarás.
8º Não dirás falso testemunho nem mentirás.
9º Não consentirás pensamentos nem desejos impuros.
10º Não cobiçarás os bens alheios.

Tenham um ano de compromisso com Deus

Que Ele os abençoe e as suas famílias

Ana Maria C. Bruni

quarta-feira, dezembro 30, 2009

No mundo dos demonios não existe compaixão

Mundo voraz e exterminador
Onde a imoralidade predomina.
Onde instintos bestiais são desencadeados no cotidiano como princípios de cultura.
 
No mundo dos demônios não existe compaixão.
A consciência moral convive placidamente com a tirania deturpadora da ética
Métodos sugestivos são despejados nas mentes condicionando-as a tudo aceitar, a tudo se calar.
 
No mundo dos demônios não existe compaixão.
Deus assim fez o mundo, para que os bons se revelassem, para que os bons socorressem as vítimas, renovassem os princípios, mantivessem Seus mandamentos.
Mas os bons se calam, se vestem de branco nas viradas dos anos, na esperança que Deus olhe por eles, mesmo sabendo que ignoraram os outros deixando-os por conta dos maus.
 
No mundo dos demônios não existe compaixão
e para este mundo serão levados não só os maus, serão levados os omissos, os complacentes, os quietos, pois é função do mal punir aqueles que não são os filhos e filhas de Deus.
 
No mundo dos demônios não existe compaixão
e este mundo perverso avança implacável, demolidor, derrotando aqueles que sequer perceberam pelo que e por quem deveriam lutar.
 
No mundo dos demônios não existe compaixão
criam ilusões de porvir melhor, emparedam o raciocínio, o conhecimento, a educação.Corrompido permanece o discernimento.
 
No mundo dos demônios não existe compaixão
e quando se percebe quanto é deprimente, cruel e patético vivermos neste mundo já é tarde.
 
No mundo dos demônios não existe compaixão
Corrompem,seduzem.Aceitam vantagens em detrimento do próximo.Calam-se as injustiças.
 
No mundo dos demônios não existe compaixão
o engodo é arma mestre contra a liberdade, CONTRA A LIBERDADE.
 
No mundo dos demônios não existe compaixão
Não encontrarão quem chorará por vós!
Não encontrarão!
 
Ana Maria C. Bruni
Itacaré- Bahia

domingo, dezembro 06, 2009

O Fim e o Início

Depois de toda guerra
alguém precisa fazer a limpeza.
Já que uma ordem como essa
não vai se fazer sozinha.

Alguém precisa tirar
o entulho das ruas
para que as carroças possam passar
com os corpos.

Alguém precisa atolar-se
na lama e nas cinzas,
nas molas dos sofás,
nos cacos de vidro,
nos trapos ensangüentados.

Alguém precisa arrastar o poste
para levantar a parede,
alguém precisa envidraçar a janela,
pôr as portas no lugar.

Fotogênico isso não é,
e leva anos.
Todas as câmeras já saíram
para outra guerra.

Precisamos das pontes
e das estações de trem de volta.
Mangas de camisas ficarão gastas
de tanto serem arregaçadas.

Alguém de vassoura na mão
ainda lembra como foi.
Alguém escuta e concorda
assentindo com a cabeça ilesa.
Mas haverá outros por perto
que acharão tudo isso
um pouco chato.

De vez em quando alguém ainda
tem que desenterrar evidências enferrujadas
debaixo de um arbusto
e arrastá-las até o lixo.

Aqueles que sabiam
o que foi tudo isso,
têm que ceder lugar àqueles
que sabem pouco.
E menos que pouco.
E finalmente aos que não sabem nada.

Na grama, que cobriu
as causas e as conseqüências,
alguém precisa deitar
com um matinho entre os dentes
e o olhar perdido nas nuvens.

Koniec i początek,Poema de Wislawa Szymborska, tradução de Tiago Halewicz em Memória Cultural Polonesa.

Do Vidraguas

...

Não ouviste então a tempestade? O vento assolou as muralhas,
a torre urrou como um leão pelo portão
a ranger nas dobradiças.
— Como é que podes não te lembrar?

Wislawa Szymborska

sábado, dezembro 05, 2009

sei...

A quem foi dado o saber!
A quem foi permitido conhecer!
A ti mulher!
Prova a tua força!
Honra a tua fé!
 
Ana Maria C. Bruni

sexta-feira, novembro 27, 2009

Perdoar um inimigo é o mais alto estágio civilizatório e eu não consegui chegar a esse estágio ainda

A religião fala sobre o "perdão". É possível perdoar quem nos tenha feito tanto mal?

Perdoar um inimigo é o mais alto estágio civilizatório e eu não consegui chegar a esse estágio ainda. O fato é que, quando conseguimos perdoar a "figura do inimigo", ele morre dentro de nós, não tendo mais potencial nem poder como fonte de energia negativa e destrutiva, que possa abalar nossa psique, nem será fonte de somatização de mágoas e angústias que surgem em nosso organismo, manifestando-se como patologias mentais e doenças físicas.
Pois nesse sentido deixemos a "figura do inimigo" que não significa perdoar e sim deixá-lo ir para fora de nossas vidas para que se reabilite.Não esqueçamos da Lei de Causa e Efeito.
 
Beatriz Abagge
 
Entrevista no No Orkut
...
 
 
 
...
Minha amiga Beatriz Abagge
 
Em 2006 conheci o Orkut, foi uma das formas que encontrei para me proteger do que estava me acontecendo em Itacaré - Bahia, desconhecia até então estas ferramentas da rede, assim como desconhecia a historia desta mulher e de sua família.
Beatriz foi a primeira pessoa a entrar em contato comigo.Nestes anos conheci os horrores pelos quais a família Abagge passou, conheci esta mulher doce, meiga, tranquila,sempre sorrindo  e demonstrando seu amor e imensa fé em Deus.
A cada momento que eu senti o medo, a injustiça , o silêncio, o descaso e a perseguição,a imagem desta jovem mulher sorrindo sempre me incentivou e me deu forças para continuar." Ela continuou apesar de tudo...".
Seus depoimentos e relatos são angustiantes e chocantes, um soco para quem ainda tem estômago. Eu não tenho mais, já foi corroído.
Outras mulheres entraram em contato comigo através do Territorio Mulher, estupradas,espancadas,perseguidas pelos poderes de segurança,da justiça,algumas por seus ex-companheiros,completamente desamparadas, muitas sem recursos financeiros, dores e sofrimentos imensos.
 
 A maioria sem ter A QUEM APELAR e com o pavor da retaliação contra si próprias ou a seus familiares. Sobrevivem estas no silêncio da dor esmagada, algumas na rede incógnitas se manifestam através de poesias ou se juntando a grupos a fim de apoiar outras que atravessam situações similares.
Muitas não conseguem sorrir, nem as jovens. Muitas não conseguem relatar o que lhes aconteceu, outras ainda estão em tratamento físicos seríssimos pelas agressões sofridas por policiais,além de estarem com apoio psicológico.
 
Beatriz diz que se isto aconteceu com ela na cidade no Sul onde sua família sempre viveu poderia acontecer em qualquer lugar, com qualquer uma, independente da classe social. É verdade acontece ... No Nordeste, no Centro-oeste,Norte...
 
Nestes anos procurei divulgar a tragédia das Abagge, em certas ocasiões o silêncio foi a estratégia ensinada pelo tempo.
Assim como no caso das Abagge e tantos outros, a omissão da sociedade sempre foi fator repugnante. Aprende-se quem são os que enrolam as bandeiras em caso de perigo.Aprende-se muito em situação de violência e de opressão. O caminho é extremamente difícil,desgastante,solitário, revoltante, o desconhecido se apresenta como abismos, caímos e a escalada é ardua. Valores, princípios, fé, coragem, despreendimento são as ferramentas utilizadas pelas sobreviventes.
 
Te abraço Beatriz Abagge pelo que representa em minha vida, na de meu filho, na vida de tantas mulheres e nas vítimas da violência dos poderes no Brasil.
 
Ana Maria C. Bruni

quinta-feira, novembro 26, 2009

O caso de Guaratuba - A Tragédia da família Abagge

"Ninguém pode ferir-me sem meu consentimento".

Beatriz Abagge

 

Eu não tenho pesadelos, pois jamais abandono à paz em minha mente e em meu coração, aprendi isso enquanto estava injustamente presa as agentes e as pessoas que me condenavam podiam controlar completamente a situação e o ambiente onde eu estava podiam fazer o que quisessem com meu corpo que eu atuava como observadora do meu destino.
Sabe porque? PORQUE EU PODIA DECIDIR DENTRO DE MIM O QUE IA ME AFETAR, pois eu escolhia qual seria minha reação eu exercia a minha opção.Isso pra mim é dignidade.
Muitos não têm dignidade, e é exatamente assim que vejo pessoas que tentam me destratar, me ofender, me injuriar, me destruir.Eu não sou controlada pelo tratamento que recebo de outras pessoas.

 

O caso de Guaratuba - A Tragédia da família Abagge

 
Ofício do Senador Alvaro Dias de 11/2009
 

No Blog Nossos Direitos Humanos

quarta-feira, novembro 25, 2009

Juiz de Itacaré pede exoneração

Juiz Alexandre Valadares Passos titular  do Fórum Conselheiro Barros Porto desde 2006, pediu exoneração em outubro 2009 do cargo de juiz titular da cidade de Itacaré.
 
De 2004 a 2006 o juiz João Paulo Guimarães Neto era o responsável pelo Fórum de Itacaré

Dia Internacional do combate a violência contra a Mulher

Mais um dia, mas UM DIA nosso dia chegará!
 
25/11/xxxxxxxx
Ana Maria C. Bruni
Itacaré - Bahia

e o silêncio da SPM em relação a vinda do Presidente do Irã?

Por que silenciam mulheres brasileiras em relação as suas irmãs que sofrem violência em outros países?
 
Quando eu deixar a Presidência daqui dois anos, terei a honra de dizer que no meu governo as mulheres subiram um degrau"
Lula 2009
 
Com a vinda deste cara  do Irã ao Brasil  despencaram do famoso UM Degrau!
 
 
 
Atravessamos mais um milênio
Não foram suficientes milhares de dias,horas...
Nada aprendemos com a história
Nem nos impressionamos com as ruínas das grandes civilizações
Passamos por estes séculos como turistas,viajamos!
Não nos espelhamos nos exemplos heróicos
Nada absorvemos
Nada garantimos
Nem para nós nem para nossas filhas

Negamos as atrocidades
Silenciamos aos apedrejamentos
Negamos nossos direitos
Nossos ventres parem machos, não homens
Nossas bundas valem euros
Nosso som silenciou à realidade

Mendicantes do milênio!
Mulher
Não confunda o amor a pátria,
pelo desprezo do governo em nossa relação
Não se contentem com migalhas
Não se satisfaçam em galgar um degrau

Dignidade Mulher!
Pelos direitos a que temos direito!

Ana Maria C. Bruni

terça-feira, novembro 24, 2009

Meningite Meningocócica


Quais os sintomas?
Os principais sinais e sintomas são: febre alta que começa abruptamente; dor de cabeça intensa e contínua; vômitos em jato; náuseas; rigidez dos músculos da nuca, ombros e das costas; falta de apetite; dores musculares e agitação física e mental. Podem surgir manchas vermelhas na pele. Em crianças menores de um ano, os sintomas mais comuns são: moleira tensa ou elevada, irritabilidade; inquietação com choro agudo; rigidez cor-poral com ou sem convulsões.

Como se transmite?
Contato de pessoa a pessoa, por via respiratória, através de gotículas e secreções do na-riz e garganta.

sei...

O que ameaça a humanidade é a corrida nuclear; o que ameaça a humanidade é a intolerância; o que ameaça a humanidade é o desejo declarado de destruir um país; o que ameaça a humanidade é negar o horror do Holocausto; o que ameaça a humanidade é o não-reconhecimento dos direitos fundamentais de um indivíduo; o que ameaça a humanidade são as sociedades que rejeitam o habeas-corpus…

Na íntegra no Blog do Reinaldo Azevedo

Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres 2009

 "Uma vida sem violência é um direito das mulheres. Comprometa-se. Tome uma atitude. Exija seus direitos",

Lançada, na Câmara dos Deputados, edição 2009 da Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres

As bancadas femininas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM) da Presidência da República e a Organização Não-Governamental Agende Ações em Gênero, Cidadania e Desenvolvimento – AGENDE lançaram, na tarde desta quarta-feira (18), no Salão Nobre da Câmara dos Deputados, em Brasília, a edição 2009 da Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres. 

Este ano, o tema da mobilização nacional é focado nas chamadas violências "sutis", ou seja, atos de violência moral, psicológica e de controle econômico e de sociabilidade, entre outros, considerados "normais" ou "naturais" por estarem arraigados nas relações de gênero e porque, muitas vezes, não são direta ou claramente percebidos como violência pela sociedade e pelas próprias mulheres vitimadas.

Com o slogan "Uma vida sem violência é um direito das mulheres. Comprometa-se. Tome uma atitude. Exija seus direitos", a Campanha 16 Dias de Ativismo é promovida em todo o País – entre os dias 20 de novembro (Dia Nacional da Consciência Negra) e 10 de dezembro – e em mais 158 países, no período de 25 de novembro a 10 de dezembro.

...

Comprometa-se: Participe de outras Campanhas

Todos e todas temos responsabilidade de eliminar a violência contra as mulheres, trabalhando juntos: mulheres, meninas, homens, meninos, e pessoas de todas as gerações, ofícios, orientações sexuais, posições políticas e estratos socioeconômicos. Por isso, todos e todas temos um papel a desempenhar.

Reconheça e celebre as conquistas para pôr fim à violência contra as mulheres, critique atitudes que reproduzem padrões que subordinam as mulheres, acompanhe as políticas e programas governamentais para evitar retrocessos e cobrar avanços. Estimule a participação de cada um/a no enfrentamento dessa questão. Comprometa-se com o fim da violência contra as mulheres.

Existem diversas maneiras de se comprometer com essa importante causa, seja de forma coletiva, seja por meio de atitudes individuais. Além da Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres, há outras campanhas de mobilização e sensibilização sobre o tema.

Conheça algumas:

· Acesse a página da Campanha Mundial 16 Dias de Ativismo, organizada pelo Centro para Liderança Global das Mulheres (Center for Womens´s Global Leadership)· Participe da Campanha Democracia no Mundo e em Nossas Vidas: pelo Fim da Violência contra as Mulheres, promovida pela organização SOS Corpo – Instituto Feminista para a Democracia

· Participe da Campanha "Fale sem medo – não à violência doméstica" do Instituto Avon

· Participe da Campaña Podemos Detener la Violencia contra las Mujeres en América Latina y el Caribe, impulsionada pela RSMLAC – Red de Salud de las Mujeres Latinoamericanas y del Caribe, em quatro países da região, com apoio de Oxfam-Novib: Brasil (Rede Nacional Feminista de Saúde, Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos), Bolivia (Centro de Información y Desarrollo de la Mujer, CIDEM), Haiti (Solidarite Fanm Ayisyen, SOFA ) e Guatemala (Agrupación de Mujeres Tierra Viva).

· Participe da Campaña RSMLAC 25 de Noviembre: Por las Mujeres del Tercer Milenio. Basta de discriminación, exclusión y violencias, da RSMLAC – Red de Salud de las Mujeres Latinoamericanas y del Caribe.

· Participe da Campanha do Secretário Geral da ONU, Ban Ki-moon, "Únete para poner fin a la violencia contra las mujeres" (em espanhol).
Veja, em inglês, a Campanha do Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher (UNIFEM)
Say NO – UNiTE to End Violence against Women (em inglês).

A Campanha mundial do Secretário Geral da ONU, Ban Ki-moon, tem o objetivo de mobilizar a opinião pública e os órgãos de decisão em nível mundial em três frentes: na promoção de ações em nível global, na priorização de programas em prol das mulheres no âmbito das Nações Unidas e no estímulo de colaborações com governos e entidades nacionais. Ela vai durar até 2015 e coincide com a execução dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

A campanha regional latino-americana é coordenada pela Guatemala. Acompanhe as atividades no blog da Campanha regional.

No Brasil, a Campanha "Homens unidos pelo fim da violência contra as mulheres" visa a adesão e engajamento de homens na luta pelo fim da violência contra as mulheres, por meio do comprometimento público para a implementação integral da Lei Maria da Penha e efetivação de políticas públicas que visam o fim de qualquer forma de violência contra as mulheres. A iniciativa conta com a parceria do Instituto Papai, Instituto Promundo, Agende - Ações em Gênero e Cidadania, Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher(Unifem) e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA). Tome uma atitude. Comprometa-se com o combate à violência contra as mulheres e inclua seu nome na lista de assinaturas.

Comprometa-se. Tome uma atitude. Exija seus direitos.

...

Tome uma atitude: junte-se a uma rede, lista ou comunidade virtual

O ativismo pode ocorrer em diversos espaços por qualquer pessoa que queira tomar uma atitude para o fim da violência contra as mulheres, obter informações e conhecimento sobre o tema, divulgar e dividir essas informações com os outros. Juntar-se a uma rede, a uma lista ou comunidade virtual pode ajudar a manter você conectada/o com pessoas e organizações que compartilham com suas idéias e estão atentas para o que ocorre nessa temática.

Algumas formas de você se juntar a outros grupos ou redes:

· Apóie a Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres e acesse o blog

· Participe de eventos e atividades da Campanha 16 Dias de Ativismo em sua cidade – veja o calendário de eventos

· Assista os vídeos da Campanha no youtube

· Leve o selo "Eu apóio a Campanha 16 Dias de Ativismo" para o seu blog, orkut, facebook

· Acompanhe as atividades da Campanha no twitter

· Participe da comunidade da Campanha no orkut

· Acesse a página da Campanha Mundial, organizada pelo Centro para Liderança Global das Mulheres (Center for Womens´s Global Leadership)

· Junte-se ao Facebook fan page da Campanha Mundial - The Official 16 Days of Activism Against Gender Violence Campaign Facebook fan page - e incentive seus amigos a se cadastrarem também.

· Pesquise quais grupos atuam em sua comunidade e veja com quais deles você se identifica. Verifique se há informativos que você pode receber gratuitamente.

· Pesquise organizações e/ou redes que trabalham para o fim da violência contra as mulheres. Conheça as redes e articulações de mulheres e direitos humanos parceiras da edição 2009 da Campanha.

· Participe das atividades de uma organização que atue para o fim da violência contra as mulheres. Pesquise e junte-se a outras listas e redes.

· Veja algumas sugestões de listas em inglês:

o For a list of other gender-related electronic forums, visit: http://userpages.umbc.edu/~korenman/wmst/forums.html
o Sexual Violence Research Initiative listserve by the Global Forum for Health Research: http://www.svri.org/activities.htm
o Communities Against Violence Network (CAVNET): http://www.cavnet2.org/
o Listserves related to HIV/AIDS and reproductive health from The INFO Project: http://www.infoforhealth.org/networks.shtml

Do Agende 2009 Campanha 16 dias

Uma barata descascada?

Uma desbotada?
Uma pálida?
...
Não entendeu? Nem eu!
Estes são os termos usados por personagem em novela da Globo se referindo a pessoas de cor...
Assim começam entre risos e já sabemos como terminará.

segunda-feira, novembro 23, 2009

Luto Brasil - O mal está entre nós

Ahmadinejad você não é bem-vindo
...
 
Leia mais no Blog Dois em Cena
 
 
 
 

Mulher Proteja seus filhos contra o mal que avança em solo brasileiro

Você terá de saudar os Imundos!



Mulher
Sentirás as dores de seus filhos famintos!

Verás seus corpos sendo carregados como animais!
Sentirás o cheiro daqueles que ama sendo incinerados!

Atenção mulher brasileira, esteja atenta com o futuro de seus filhos!
Vamos respeitar as dores de milhões de mães que perderam seus filhos e filhas por causa de regimes criminosos e por terem permitidos criminosos em suas terras!

SENTEM O CHEIRO DE SEIS MILHÕES DE CADÁVERES? É QUE ELE CHEGOU!


SENTEM O CHEIRO DE SEIS MILHÕES DE CADÁVERES? É QUE ELE CHEGOU!

Nesta segunda, Luiz Inácio Lula da Silva cede o palco para o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, falar em nome de uma nova ordem mundial. Na entrevista concedida a William Waack, no Jornal da Globo, entre outras preciosidades, o iraniano afirmou que o capitalismo já provou a sua falência moral… É mesmo? E disse que o sistema se opõe a valores fundamentais do homem — ou algo assim. Eis alguém habilitado para falar em valores humanos…

Nós já sabemos, mas é preciso reafirmar:
— Ahmandinejad é financiador e fomentador do terrorismo no Líbano, nos territórios palestinos e no Iraque;
— Ahmadinejad é um negador do Holocausto;
— Ahmadinejad é um dos artífices de um programa nuclear secreto;
— Ahmadinejad é o homem que promete varrer Israel do mapa;
— Ahmadinejad é o homem que responde a bala a protestos por democracia;
— Ahmadinejad é o líder de um governo que manda para a cadeia e pode mandar para a morte homossexuais só por serem homossexuais e que reprime de modo brutal minorias religiosas;
— Ahmadinejad é o homem que foi reeleito num processo flagrantemente fraudado, o que os próprios aiatolás - menos aiatolula - reconheceram;
— Ahmadinejad é um dos líderes do Irã que satanizam os EUA e os acusam de responsáveis por todos os males que há no mundo.

Pois é este senhor que o Brasil está recebendo, com as honras devidas a um chefe de estado, transformando esse encontro em mais uma evidência do que pretendem vender como a "autonomia" do Brasil e exercício de uma política externa soberana. Trata-se de um acinte e de uma afronta às noções mais comezinhas de direitos humanos.

Ora, é evidente que o Brasil ou qualquer outro país não tem de ser amigo dos amigos dos EUA e inimigos de seus inimigos. A nossa soberania para receber quem quer que seja nunca esteve em causa. NÃO É POR ELES QUE DEVEMOS DIZER "NÃO" A AHMADINEJAD, É POR NÓS MESMOS!!! Um país, de fato, não precisa concordar com todos os pontos de vista de outro para receber seu mandatário. Mas é preciso, então, qualificar a discordância.

Estou entre aqueles que consideram, por exemplo, que não se deve punir ninguém por negar o Holocausto — por mais desprezível, cretina e desinformada que considere tal posição. As tolices de um indivíduo são diferentes dos crimes do governo e do estado. Que Ahmadinejad tivesse tal posição e a expressasse em tertúlias politicamente irrelevantes, bem, já seria desprezível, mas vá lá. Não!!! Tal opinião é expressão de uma política de estado: ele financia o Hezbollah no Líbano; ele financia o Hamas nos territórios palestinos e a Jihad Islâmica. Esses grupos anunciam seu igual propósito de "varrer Israel do mapa" e atuam com esse objetivo, com foguetes, seqüestros e atentados terroristas. O propósito de ter a bomba nuclear, está claríssimo, é impor-se como líder da região. E que líder é esse? O que ele quer?

Ora, podemos divergir sobre muitos assuntos, não é? As divergências podem ser as mais azedas e as mais inconciliáveis. Mas temos de estar de acordo sobre alguns princípios básicos que são essenciais à nossa civilização.

Ahmadinejad representa o atraso mais odioso; a truculência mais desprezível; a ignorância mais bastarda. Lula certamente aproveitará a passagem do presidente do Irã por aqui para falar em defesa da paz, do entendimento, da concórdia. Como se o outro fosse um bom interlocutor para isso. É uma espécie de Chamberlain da periferia pregando prudência a um fascistóide islâmico de chanchada — o que não quer dizer que não seja perigoso.

Na entrevista concedida a William Waack, vimos um Ahmadinejad um pouco mais cuidadoso, mas a dizer, essencialmente, os mesmos absurdos. E, espertamente, afirmou que os países não precisam concordar entre si para que possam dialogar. Depende! Por que um país democrático deve dialogar com outro que financia o terrorismo, por exemplo? Ou com um líder que não hesita em tripudiar de seis milhões de cadáveres? Ou que prega abertamente a extinção de um país? Não! Ninguém precisa desse diálogo.

Diálogo que é ainda mais estúpido e detestável se nos lembramos que, para o Itamaraty, ele é parte da construção de um novo concerto internacional. Novo concerto? Qual? Aquele em que ditadores e facínoras são admitidos como vozes válidas na mesa de negociação? É essa a utopia de um governo como nunca houve nestepaiz?

Antes que me esqueça: que Ahmadinejad vá para o inferno! Ou se é democrata ou se dialoga com o terror e com o anti-semitismo mais asqueroso. Não há conciliação possível.

Fiquemos atentos ao discurso de Lula enquanto este senhor estiver no Brasil e depois. Na última vez em que esteve com Ahmadinejad, em setembro, indagado se tinha conversado com o outro sobre a negação do Holocausto, o presidente brasileiro deu uma de suas luladas: "Não sou obrigado a não gostar de alguém porque outros não gostam. Isso não prejudica a relação do Estado brasileiro com o Irã porque isso não é um clube de amigos. Isso é uma relação do Estado brasileiro com o Estado iraniano".

Escrevi então:
O Brasil não é o único país a fazer negócios com o Irã. Ninguém exige do governo Lula que rompa relações com os iranianos porque seu presidente bandido diz sandices. Há centenas de respostas possíveis que não ofendem a memória dos mortos e a dignidade dos vivos. Formulo uma: "O Irã sabe que o Brasil lastima essa opinião, mas entendemos que o isolamento daquele país é pior para o mundo". Pronto! E Lula poderia fazer negócios com Irã - se é que haverá algum relevante.
A sua resposta, como veio, é indecorosa e me força a perguntar: a relação entre os dois estados é assunto sério demais para levar em consideração seis milhões de mortos? Um governo delirantemente anti-semita, como é o do Irã, não constrange de modo nenhum o Brasil?
Confrontado com a questão do Holocausto, Lula evoca uma questão de gosto. Ora, deve pensar este humanista, "os judeus não gostam de Ahmadinjad. O que é que eu tenho com isso? Não sou judeu!"

Vamos ver como se comporta Lula. Ahmadinejad não mudou e continua a afirmar as mesmas asneiras e a financiar a mesma indústria da morte. Haverá o decoro mínimo, desta vez, de deixar claro que o Brasil considera suas idéias, para ser muito manso, essencialmente erradas? Minha aposta: "Não!"

Do Reinaldo Azevedo

...

O FACINOROSO ESTÁ CHEGANDO

Presidente do Irã fala sobre gays, armas nucleares e a possível parceria com o Brasil

domingo, novembro 22, 2009

As heroínas do Irã

As heroínas do Irã

Via The Passira News
O texto de Thomaz Favaro, para a Veja desta semana, ressalta a importância e o destaque da mulher iraniana nos protestos no país, contra os resultados das eleições, mas fica claro que essa é a continuação de outras lutas por causas maiores

SíMBOLOS: Ao lado da foto de Neda, a chefe do

Conselho Nacional da Resistência do Irã, Maryam Rajavi, exilda na França, outro símbolo da luta feminina no Irã

Thomaz Favaro*
Fonte: Revista Veja**

Oficialmente já morreram nos protestos do Irã, mais de 20 pessoas, mais de todas as vítimas, o rosto de
Neda Agha Soltan, que levou um tiro no peito, durante protestos em Teerã, virou a marca, o logotipo, o símbolo da resistência, contra Ahmadinejad, e a fraude que ele representa.

"A morte de Neda foi registrada em vídeo por celular e colocadas na internet, circularam o globo, expondo o horror nas ruas de Teerã.

"Qualquer um que tenha assistido a esse vídeo percebe que há algo fundamentalmente injusto ali", disse o presidente americano, Barack Obama.

Para evitar que o funeral se tornasse o epicentro de uma rebelião, o governo iraniano providenciou o enterro de Neda às pressas e proibiu sua família de falar com a imprensa. Foi em vão.

A SEPULTURA: Na lápide do cemitério de Teerã se lê em farsi Neda Agha Soltan

Até a escolha de uma heroína neste instante, representa um avanço, pois seria impensável até pouco tempo, por ser uma rebeldia intolerável, fosse homenageada uma mulher que estivesse participando, nas ruas, de um movimento proibido pelo aiatolá Ali Khamenei.

"Com seus óculos escuros e véus, megafones e cartazes, elas representam o desejo de mudança no Irã. Desde a revolução islâmica de 1979, que derrubou o xá Reza Pahlevi e instaurou a teocracia islâmica, as mulheres tornaram-se cidadãs de segunda classe."

"A imposição do xador, a vestimenta disforme que esconde os contornos do corpo feminino, foi a marca dos primeiros tempos. Um traço de maquiagem ou uma mecha de cabelo para fora do véu era o suficiente para despertar a fúria da polícia religiosa."

"A situação hoje é ligeiramente menos sufocante, mas as melhorias vieram a conta-gotas. As mulheres podem se dar ao luxo de usar véus coloridos e batom – mas as leis discriminatórias continuam as mesmas."

"Uma mulher vale, literalmente, a metade de um homem, diz a reportagem da Veja, em depoimentos no tribunal e em casos de indenização. Na divisão da herança, uma filha pode levar apenas metade da quantia recebida por seus irmãos. Uma menina pode ser forçada a se casar a partir dos 13 anos, e seu marido pode proibi-la de trabalhar fora de casa ou estudar quando quiser."

Foto: Getty Images
MULHERES DE XADOR: Nem todas as mulheres estão livres da vestimenta tradicional embora o futuro já apareça mais cor de rosa

"Para viajar ao exterior, é necessária uma permissão por escrito do marido. Caso se divorciem, ele ganha a custódia dos filhos com mais de 7 anos. Elas são proibidas de ser magistradas e não ocupam o posto de ministra há três décadas. Neste ano puderam pela primeira vez se candidatar à Presidência – mas não conseguiram nada, pois o Conselho dos Guardiães vetou todas as 42 candidatas."

Foto: Getty Images

ADVERSÁRIAS: Na luta pelas liberdades as mulheres iranianas, têem que lutar também,

com outras mulheres, as que estão do outro lado, defendendo, com paixão,

a permanência de Ahmadinejad, o respeito absoluto ao aiatolá Khamenei e de todas as tradições do islã

"As restrições medievais tornaram-se ainda mais ultrajantes à medida que as iranianas passaram a frequentar as universidades e ingressar no mercado de trabalho. Há três décadas, apenas 13% da força de trabalho era feminina. Agora são 27%. Não foi obra do Twitter, nem do MSN. O que se viu nas ruas de Teerã foi o resultado de anos de esforços femininos em busca de espaço – e só agora tudo o que foi construído em silêncio pode fazer sua estrondosa estreia à luz do dia."

"Os principais movimentos brotam nas faculdades, onde 65% dos estudantes são mulheres. No ano passado, elas conseguiram barrar uma lei que facilitaria a adoção de múltiplas esposas por parte dos homens. Desde 2006, circula uma petição pelo fim das leis que discriminam as mulheres."

Foto: Getty Images
"Uma das ativistas mais influentes é Zahra Rahnavard, (foto) de 64 anos, casada com Mir Hossein Mousavi, o candidato presidencial cuja derrota foi o estopim da revolta. Cientista política renomada e ex-reitora de uma universidade, Zahra enfureceu os conservadores ao fazer campanha ao lado do marido. Os iranianos nunca viram a mulher do presidente Ahmadinejad."

Foto de uma recente partida amistosa entre a seleção feminina de futebol iranianal (de vermelho) e o Clube Malavan Anzali futebol em Teerã. Uniformes inspirados no xador.

"A luta das iranianas é tremenda por se tratar de um aberto desafio ao coração da ideologia que sustenta a República Islâmica – o conceito de que os aiatolás agem por inspiração divina. A legitimidade da opressão das mulheres é dada pelo que eles interpretam como a vontade de Alá expressa no Corão."

Foto: Getty Images
"Desafiar a opressão feminina no Irã é perigoso, pois soa como blasfêmia aos ouvidos mais fanáticos. Por isso mesmo, as mulheres são hoje o principal desafio colocado diante dos turbantes xiitas. Para sorte dos iranianos, não existe, mesmo entre os muçulmanos mais pios, uma visão única de como deve ser um estado islâmico. Muitos acreditam que, com doses de pragmatismo e humanismo, é perfeitamente possível conciliar a fé no Corão com a liberdade feminina."

De uma forma ou de outra, as batalhas das mulheres iranianas as transformam em símbolos de resistência e heroínas da liberdade.


*O título original deste texto na Veja é: "Mirem-se naquelas mulheres de Teerã";
**Suprimimos e acrescentamos fotos, reduzimos parte do texto e acrescentamos comentários. A parte texto original quando transcrito na íntegra está aspeada
Do Dois em Cena 06/09

Brasil exportando para o Irã

 
 
pois é...

Como ajudar?Oxigênio para a blogosfera cubana!

Toda semana recebo centenas de mensagens eletrônicas, às quais nem mesmo posso responder devido as minhas limitações de conexão na Internet. De modo que aproveitarei este post para responder a pergunta que tantos me fazem: Como ajudar a blogosfera alternativa de Cuba?

Vou detalhar os recursos ou o tipo de colaboração que pode socorrer os blogueiros na criação e atualização de seus blogs.A lista que mostro a seguir não tem uma ordem de prioridade e deve ser interpretada como simples sugestão. É um pedido aos cidadãos de todo o mundo e baseia-se nessa solidariedade entre pessoas que nada tem a ver com matizes políticos ou preferências ideológicas. Assim aí vai:
  • Conectar os blogs e inscrevê-los em buscadores ou plataformas onde possam ter maior visibilidade. Cada pessoa que nos lê nos protege, de maneira que há que se aumentar esse escudo guardião formado pelos leitores e comentaristas.
  • Difundir o conteúdo dos blogs, fundamentalmente até o interior de Cuba. Isso pode ser conseguido com o envio de nossos posts à parentes e amigos na Ilha, para dar a conhecer essa opinião que surge daqui mesmo, porém que os meios oficiais não divulgam.
  • Convidar os blogueiros alternativos à participar de eventos, sejam virtuais ou reais. Através de gravações de voz, vídeos filmados de forma caseira ou chamadas telefônicas que possam ajudar a propagar suas opiniões.
  • Ajudar na admnistração dos blogs, especialmente daqueles blogueiros que tem acesso limitado à Internet. Para isso só se necessita ter a vontade de colaborar, um mínimo de conhecimentos de Wordpress ou Blogger.com e a honestidade de não juntar ou trocar nenhum conteúdo que não tenha sido previamente autorizado pelo autor do sítio.
  • Evitar o personalismo ou o culto de somente um blogueiro emblemático. Entender a blogosfera alternativa como um fenômeno em que participa um número crescente de cubanos. Não repitamos no mundo virtual as adorações de indivíduos que tanto dano nos tem causado na realidade!
  • Compra de cartões de acesso à Internet em lugares públicos. Lembre que muitos de nós estamos obrigados a pagar alto preço nos cybercafés e nos hotéis para acessar a rede. De maneira que se você é um turista que visita a Ilha, colabore conosco adquirindo algumas horas de conexão nesses lugares.
  • Todo tipo de midia de informação, das minúsculas memórias flash até aos mais sofisticados discos rígidos externos, passando pelos necessários CDs. Uma boa parte dos blogueiros que conheço distribuem seus textos - no interior da Ilha - com esses dispositivos de armazenamento.
  • Telefones móveis e ajuda econômica para contratar linhas e mantê-las. Eu mesmo frequentemente me vejo na situação de ter que postear através de sms enviados para pessoas fora de Cuba que posteriormente colocam meus textos na rede. De modo que prover um blogueiro com a telefonia celular é dar-lhe um caminho paralelo ao tradicional acesso à Internet.
  • Laptops ou todo tipo de acessórios para construir um PC. Minha experiência diz que um velho laptop trazido à Ilha e presenteado à um possivel blogueiro pode ser o estopim para a aparição de um novo espaço de opinião. Busque em seu escritório e na sua casa, tudo aquilo que foi descartado porém que poderia ser útil para montar um computador, junte na sua maleta de férias em Cuba e - por favor - não pense em enviar pelo correio.
  • Software gratuito e com licença. Especialmente aqueles programas que servem para tratamento de imagens, áudio, vídeo ou que otimizem o tempo de conexão na Internet, Quero lembrar que não podemos comprar estes programas em nenhuma loja ou adquirí-los por transações online.
  • Câmeras digitais e de vídeo, especialmente as pequenas Flip que permitem filmar discretamente situações de nossa vida cotidiana.
  • Gravadores digitais para fazer entrevistas e gravadores telefônicos que permitam armazenar a voz dos que chamam do interior para ditar seus textos. Um exemplo disto é o blog do prisioneiro político Pablo Pacheco que é alimentado com os textos que ele lê através do telefone.
  • Livros sobre jornalismo cidadão, manuais de programas e todo tipo de documentação que ajude a compreender melhor o fenômeno blogueiro.

O caminho para canalizar esta ajuda é diretamente com cada blogueiro. Escreva uma mensagem para o e-mail que aparece nos blogs feitos em Cuba - olhe a lista na minha barra lateral de Links - e organize sem intermediários esse tipo de solidariedade. O slogan deste movimento de ajuda bem que poderia ser: Oxigênio para a blogosfera cubana!

Yoani Sanchéz

http://www.desdecuba.com/generaciony_pt/?p=269

http://www.desdecuba.com/generaciony/?page_id=2222

Apoie a blogueira cubana Yoani Sánchez compre o livro

O livro De Cuba, com carinho, escrito pela blogueira cubana Yoani Sánchez..

Sinopse:

Yoani Sánchez escreve um dos blogs mais visitados do mundo, Generación Y, com vários milhões de acessos mensais, mas quase não consegue ser lida em Cuba, onde mora com seu marido Reinaldo Escobar e seu filho adolescente Teo. Quando eleita pela revista Time uma das mulheres mais influentes do mundo, ou quando recebeu o prêmio Ortega y Gasset, seus feitos não foram registrados, muito menos festejados pelo governo cubano. Mas ela não escreve sobre política.

De Cuba, com carinho é um belo livro que narra a vida cotidiana de quem vive na ilha, sofre com a decadência da economia cubana, mas ama seu país. Alguém que não deseja que conquistas obtidas nas últimas décadas sejam jogadas fora, mas acha que o regime envelheceu junto com seus dirigentes. E conta tudo isso em textos cheios de vida, humor e certo amargor, mas muita esperança.

Do Editora Contexto  http://editoracontexto.com.br/produtos.asp?cod=450

sábado, novembro 21, 2009

Bahia X Gripe H1N1/Gripe A

Itabuna tem uma morte por Gripe A

O boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde mostra que um morador de Itabuna morreu após contrair o vírus da gripe suína. No sul da Bahia são 7 casos da doença confirmados, sendo 3 em Itabuna, 3 em Ilhéus e um Ibirapitanga.

A primeira morte causada pela doença na região foi de um morador de Itabuna, mas a Secretaria de Saúde não divulgou os detalhes sobre a vítima. Entre abril e o início deste mês a gripe suína causou 14 mortes na Bahia, sendo três delas em Urandi.

Em Sebastião Laranjeiras foram registradas duas mortes. Outros municípios em que a doença causou mortes foram Teixeira de Freitas, Salvador, Guanambi, Caculé, Feira Santana, Jacaraci, Dom Basílio e Anagé, com uma vítima fatal em cada um.

Neste ano são 1.344 casos de gripe suína notificados, com a confirmação de 206 deles e outros 258 foram descartados. Mais informações sobre o estrago causado pela doença na edição deste final de semanal no jornal A Região. Do A Região

...

A Gripe H1N1/ Gripe A /Gripe Suína - Os sintomas são muito similares aos de uma gripe comum ou mesmo aos da dengue. O paciente com gripe suína tem febre acima de 39ºC, falta de apetite, dores musculares e tosse. Algumas pessoas com a gripe suína também relataram ter apresentado catarro, dor de garganta, náusea, vômito e diarreia forte. O período de incubação da gripe --o tempo até que a pessoa desenvolva os sintomas-- é de entre 24 e 48 horas, embora não haja confirmação de um padrão para o atual surto. Por enquanto não tem vacina.

O vírus da gripe pode se espalhar em tosses e espirros, evidências crescentes mostram que pequenas partículas do vírus podem resistir em mesas, telefones, dinheiro,papéis e outras áreas e serem transferidas pelos dedos quando levados à boca, nariz ou olhos.

...

 

Se eu fosse você...
Evite aglomerações. Use óculos.Use lenços de papel. Não cumprimente com as mãos. Não beije. Não abrace.
Não espirre e Não Tussa sem usar lenços de papel.
Saia na bolsa com alcool em gel,sabonete líquido e toalha de papel. Deposite os lenços e toalhas usadas em latas de lixo.

 

Gripe H1N1 Gripe AH Se eu fosse você...

Doar seu sangue pela vida

TV Senado debate consequências da Lei Maria da Penha

TV Senado debate consequências da Lei Maria da Penha
[Foto:]

As principais mudanças ocorridas no país desde que a Lei Maria da Penha entrou em vigor, em agosto de 2006, são tema de debate transmitido neste final de semana pela TV. A lei foi criada para facilitar a punição de atos de violência doméstica e familiar contra a mulher.

O programa Repórter Senado vai mostrar as novas estruturas da polícia e da Justiça criadas para atender as denúncias, desde a queixa até a prisão do agressor. O comportamento das vítimas acolhidas nas casas abrigos, as ações feitas para conter os agressores, os reflexos nos filhos das brigas entre os pais e o aumento da violência entre jovens casais são algumas reflexões propostas pelo programa. O Repórter Senado vai ao ar no sábado (21), às 20h30, e no domingo (22), às 13h30 e às 21h.

Da Agencia Senado
...

A TV Senado pode ser sintonizada nos canais UHF 36, no gama (DF); 40, em João Pessoa (PB); 43, em Fortaleza (CE); 51, em Brasília (DF); 52, em Natal (RN); 53, em Salvador (BA); 55, em Recife (PE); e 57, em Manaus (AM); pelos canais de assinatura 7, da Net Brasília; 17, da Tecsat; 118, da Sky; e 217, da DirectTV; ou ainda ser acompanhada ao vivo pelo site www.senado.gov.br/tv.

Imundos ocupam cidades e países

quando reconhecem que seus habitantes estão habituados com a lama e não haverá perigo para que cometam seus crimes.
Ana Maria C. Bruni

TJ RJ sedia o I Fórum Nacional de Juízes de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher

Entre os dias 23 e 25, segunda e quarta-feiras, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro estará sediando o I Fórum Nacional de Juízes de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (Fonavid). O evento está sendo organizado pelo TJRJ com o apoio do Conselho Nacional de Justiça, da Secretaria Especial de Políticas para Mulheres, da Secretaria de Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça, da Associação dos Magistrados Brasileiros e da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados. 

Estarão presentes ao evento o presidente do Tribunal de Justiça do Rio, desembargador Luiz Zveiter; a juíza Adriana Ramos de Mello, presidente do Fonavid; a ministra do STF Carmem Lúcia Antunes Rocha; o diretor geral da Emerj desembargador Manoel Alberto Rebêllo dos Santos; o secretário de Reforma do Judiciário Rogério Favreto; a ministra da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres Nilcéa Freire; deputados estaduais e a própria Maria da Penha, a biofarmacêutica vítima de um caso de violência doméstica e cujo nome a Lei homenageia.

O presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva foi convidado a participar do Fórum, assim como o presidente do Conselho Nacional de Justiça e do Supremo Tribunal Federal, Ministro Gilmar Mendes; o presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Cesar Asfor Rocha; a ministra-chefe da Casa Civil Dilma Rousseff; o ministro da Justiça Tarso Genro, entre outras autoridades.

O tema do I Fonavid será "Efetividade da Lei Maria da Penha", tendo como objetivos compartilhar experiências e uniformizar procedimentos relativos à Lei 11.340/06, discutir as decisões oriundas dos Juizados e Varas de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher sob o prisma da efetividade jurídica e, ainda, avaliar as vantagens e desvantagens de ampliação de competência do sistema.

O Fórum Nacional de Juízes de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher foi criado no dia 31 de março deste ano na III Jornada da Lei Maria da Penha realizada no Conselho Nacional de Justiça com a finalidade de reunir Juízes de todo o Brasil que atuam com a temática da violência doméstica. A intenção é garantir a promoção dos direitos fundamentais e a aplicação dos dispositivos previstos na Lei Maria da Penha, além de propor discussões jurídicas visando o aperfeiçoamento e a ampliação dos Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. A Lei Maria da Penha foi sancionada em 7 de agosto de 2006 e, além de ter como finalidade a criação de mecanismos para coibir a violência contra a mulher, trouxe uma importante inovação para a Justiça brasileira: a criação dos Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.Fonte: TJRJ

Via CNJ

Empresa de urânio é multada em R$ 1 milhão na Bahia

A Indústrias Nucleares do Brasil S/A empresa que explora a mina de urânio no município de Caetité, foi autuada hoje (19) pelo Ibama por descumprimento de condicionante da Licença Ambiental, que determina o imediato informe ao órgão de qualquer acidente ocorrido no empreendimento. Técnicos do Ibama percorreram a área na quarta-feira (18) acompanhados pelo gerente da unidade, detectando o vazamento. A empresa terá de desembolsar um milhão de reais além de ser obrigada a enviar um relatório detalhado sobre o acidente na Unidade de Concentração de Urânio no dia 28 de outubro de 2009. Com informações do iBahia.
 Via alemdanoticia - foto não é da matéria
...
 
Multas não limparão o vazamento de urânio nas terras baianas. Águas estão sendo contaminadas. Muito grave e preocupante o que acontece em Caetité.
 

Candidatos disputam presidência da OAB em clima de guerra

As eleições para presidente da OAB/BA será na próxima quarta-feira, dia 25, mas a briga entre os candidatos, com troca de acusações públicas, está dando o que falar. Segundo informações do jornal A Tarde, má gestão financeira e desvios de verba da Caixa de Assistência dos Advogados, integram o rol de acusações. Como cada um deles tem uma página na internet, o bate-boca acontece através da rede e nos debates em faculdades. Disputam o cargo o atual presidente, Saul Quadros, Roque Aras, o ex-presidente Dinailton Oliveira e José Amando Jr. A OAB é um orgão autônomo, auxiliar do Poder Judiciário e que tem um orçamento anual que beira R$ 10 milhões – superior ao de muitos municípios baianos. E o presidente da OAB ainda tem poder político. Com tantos beneficios, o clima é de guerra até o dia 25.

Juizes punidos pelo TJ BA

Juíza de Nazaré das Farinhas é punida com aposentadoria compulsória

O Pleno Tribunal de Justiça da Bahia decidiu na tarde desta sexta-feira, 20, pela aposentadoria compulsória da juíza Etelvina Maria dos Santos Silva Cardoso, magistrada da comarca de Nazaré das Farinhas, que respondia a Processo Administrativo (PAD). A decisão é a punição administrativa máxima dada a uma autoridade do Poder Judiciário.

As motivações da punição não foram divulgadas pois o processo corre em segredo de justiça. Os desembargadores decidiram também pelo afastamento temporário de 90 dias do juiz Jofre Caldas de Oliveira, que responde a acusações de assédio moral e sexual na comarca de Paulo Afonso. Oliveira também é acusado de favorecer advogados em decisões judiciais, além de pressionar juízes da região para obter nomeações de apadrinhados.

Outros dois juízes também serão investigados. Mário Mon'Alegre Públio de Souza, da vara cível de Porto Seguro; e Silvana Santos Cheto, da comarca de Feira de Santana  responderão a PAds, mas poderão continuar a exercer suas atividades. Os motivos dos processos correm em segredo de justiça.

*com redação de Daniel Marques l A TARDE On Line.

Conselho do Ministério Público suspende procurador suspeito de vender sentenças

O CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) suspendeu por 90 dias o subprocurador-geral da República Antônio Augusto César, suspeito de participar do esquema de venda de sentenças investigado na Operação Anaconda, da Polícia Federal.

A decisão foi tomada na quarta-feira, quando o conselho analisou o processo administrativo disciplinar contra César. O subprocurador era acusado de deixar de declarar-se suspeito ou impedido de atuar, em nome do Ministério Público, em processo penal patrocinado por pessoa com quem mantinha estreitas ligações, exercer advocacia em desconformidade com a permissão legal, apresentar falsa declaração de renda e patrimônio à Secretaria de Recursos Humanos do Ministério Público, entre outras. Na esfera criminal, o STJ (Superior Tribunal de Justiça) aceitou denúncia do Ministério Público Federal contra o subprocurador por corrupção passiva e o afastou de suas funções desde 2004.

Noruega notifica mutação do vírus H1N1, causador da nova gripe

Alteração genética do vírus foi encontrada em 3 pacientes.
Dois morreram e o terceiro se encontra em estado grave.Autoridades norueguesas informaram nesta sexta-feira (20) que detectaram uma mutação potencialmente significativa no vírus H1N1, causador da nova gripe, em três pacientes.

A informação, divulgada por meio de comunicado, é do Instituto de Saúde Pública da Noruega. "A mutação poderia estar afetando a habilidade do vírus de penetrar mais profundamente o sistema respiratório, causando, assim, uma enfermidade mais séria", diz o texto, assinado por Geir Stene Larsen. Mas não haveria razão para acreditar que a mutação tenha qualquer implicação sobre a efetividade de vacinas ou drogas antivirais, ressalva o instituto. 

A nova mutação foi descoberta nas duas primeiras pessoas que morreram por causa da enfermidade no país. O terceiro paciente está em estado grave.

A Organização Mundial da Saúde (OMS, a agência de saúde pública das Nações Unidas) declarou que aparentemente a mutação não está disseminada pela Noruega, e que o vírus, em sua forma alterada, permanece vulnerável a remédios e imunizantes. Ainda segundo a entidade, uma mutação similar foi detectada em vírus circulantes em outros países, como China e EUA, tanto em casos graves quanto em casos mais simples.

"Essa mutação tem sido detectada esporadicamente", comentou Anne Schuchat, membro do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA. "Creio que é simplesmente muito cedo para afirmar o que isso pode significar em longo prazo."

Na Grã-Bretanha, especialistas estão investigando a possibilidade de que uma cepa do H1N1 resistente ao Tamiflu, medicamento indicado pela OMS para combater a nova gripe, esteja se disseminando.  A informação é da Agência de Proteção à Saúde (HPA, na sigla em inglês).
Segundo o último boletim da OMS, 6.770 pessoas morreram de nova gripe.

Com informações da Agencia EFE e da Reuters

Via G1 Globo - Foto não é da matéria