quarta-feira, setembro 30, 2009

CNJ decide pelo afastamento preventivo de desembargador baiano

Desembargador Rubem Dário. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu nesta terça, por unanimidade, afastar preventivamente o desembargador Rubem Dário Peregrino Cunha. Trata-se de uma decisão que impactua de forma inédita na história do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), do qual o magistrado é membro efetivo.

Rubem Dário é acusado  de negociar sentenças em processos que tinham prefeitos baianos como réus. O filho do desembargador, o advogado Nizan Gomes Cunha Neto, era intermediário nas negociatas, segundo  depoimentos de cinco prefeitos inclusos nos autos da sindicância.

O desembargador teve os  benefícios suspensos e responderá a processo administrativo disciplinar (PAD) no CNJ. Ao fim deste procedimento, ele poderá ser aposentado de maneira compulsória e responder a processo criminal na Justiça. Enquanto o processo tramitar, Rubem Dário  não pode pedir aposentadoria. Nem terá direito a gabinete, uso de carro oficial, motorista, nomeação, manutenção ou designação de servidores para cargos de confiança ou funções comissionadas, com exceção da remuneração.

Fatos graves - Na sessão plenária em Brasília, os conselheiros acompanharam o voto do corregedor nacional de Justiça, Gilson Dipp. Relator do caso, ele tomou como base os autos da sindicância instaurada pelo TJ-BA contra o desembargador. A investigação foi realizada por uma comissão especial formada por três membros do tribunal baiano.

A relatora do caso na corte estadual era a presidente Sílvia Zarif. Diante do impasse dos desembargadores em julgar Rubem Dário, já que se tratava de uma colega, o Pleno do TJ-BA enviou, em junho,   a sindicância para o CNJ.

"Como se vê, há indícios de fatos graves a indicar que o sindicado adotou medidas que vão de encontro com a condição da  magistratura. Os indícios de ilegalidade são suficientes para a instauração de procedimento administrativo", declarou Dipp.  Ele determinou ainda a redistribuição dos processos atribuídos ao desembargador ou convocação de magistrado para sua substituição em relação às atribuições jurisdicionais.  Do A Tarde

...

Desembargador baiano foi afastado pelo CNJ

  Uma comissão especial do próprio TJ Baiano investigou, de forma preliminar, a existência de um possível esquema de adiamento de decisões judiciais com o objetivo de evitar uma condenação judicial. Segundo as informações da Comissão, um advogado ,  filho do  desembargador, que afirmava atuar em nome do pai,  exigiu e aceitou vantagem indevida no valor de R$400  mil, a fim de favorecer  um  ex-prefeito em  um processo que se encontrava sob a relatoria de Dario.

 Com a instauração do processo e o  afastamento,  o  desembargador não pode requerer aposentadoria e terá suspensas  diversas vantagens, tais como  gabinete,  uso de carro oficial, motorista, nomeação, manutenção ou designação de servidores para cargos de confiança ou funções comissionadas, dentre outras, com exceção  da remuneração. Também foi determinada a redistribuição  dos processos atribuídos ao desembargador ou convocação de  magistrado para sua substituição em relação às atribuições jurisdicionais.

Do CNJ

Corregedoria pede ao TJCE informações sobre caso Maria da Penha

A Corregedoria Nacional de Justiça solicitou ao Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) para que, em 15 dias, sejam encaminhadas informações sobre a demora no andamento do processo e no julgamento de Marco Antonio Herédia Viveiros, por várias agressões e crime de tentativa de homicídio contra a então esposa, a farmacêutica Maria da Penha Maia Fernandes. Maria da Penha deu nome à Lei 11.340/2006 que prevê penalidades aos autores de violência doméstica e familiar contra a mulher. Segundo o ofício enviado na última sexta-feira (25/09), as informações deverão ser encaminhadas ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), pelo TJCE, no prazo de 15 dias a contar a partir da data de recebimento do ofício pelo Tribunal.

A denúncia foi feita pela farmacêutica diretamente ao corregedor nacional de Justiça, ministro Gilson Dipp, durante audiência pública promovida pela corregedoria em Fortaleza (CE), no início deste mês. Na ocasião ela disse que enfrentou várias tentativas de protelação ou mesmo omissão por parte do Judiciário no andamento do seu processo, desde a época da violência que sofreu, na década de 80, e que a levou a ser submetida a várias cirurgias e a ter paraplegia irreversível. O crime contra a vida da farmacêutica por parte do ex-marido aconteceu em 1983 e o processo só foi concluído em outubro de 2002 quando faltavam seis meses para prescrever .

No seu pedido de providências, feito durante inspeção da Corregedoria do CNJ no Judiciário do Ceará, ela solicitou a apuração da responsabilidade das pessoas que provocaram tal demora injustificada, dentre magistrados e servidores do Judiciário, além de atrasos, também injustificados, que impediram o andamento do processo dentro dos limites do princípio da razoável duração do mesmo, conforme prevê a Constituição de 1988.

De acordo com Maria da Penha, "é preciso conhecer as pessoas que trabalham contra a Justiça neste país". Com extensa repercussão no Brasil, o caso Maria da Penha chamou a atenção da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, devido aos aspectos bárbaros do crime. Conforme afirmou a farmacêutica durante a audiência pública em Fortaleza, se não fosse a intervenção da Justiça Internacional, seu caso teria prescrito. HC/SR

Agência CNJ de Notícias

...

"é preciso conhecer as pessoas que trabalham contra a Justiça neste país".

Maria da Penha Maia Fernandes

...

A denúncia da Maria da Penha Maia Fernandes, é a denúncia de muitas mulheres brasileiras que recorrem ao judiciário, apesar da Lei Maria da Penha  a barbarie da indiferença e morosidade do judiciário continua, provocando mortes e muitas dores.

Que sejam punidos e afastados estes que dizem falar pela Justiça mas são  cúmplices de criminosos!

Quer sobreviver? Reconheça um Psicopata!

Personalidade Perversas dos Psicopatas

Os psicopatas costumam ser perigosos, tendo em vista sua maneira dissimulada de ocultar a índole contraventora.
A ausência de sentimentos éticos e altruístas, unidos à falta de sentimentos morais, impulsiona o psicopata a cometer brutalidades, crueldades e crimes

Personalidade Perversa – Caracteriza-se por uma acentuada debilidade dos sentimentos sociais que pode resultar da ignorância das normas éticas habituais, das exageradas tendências instintivas anti-sociais, da incapacidade de compreensão das obrigações morais.
Nos casos de personalidade perversa, a inteligência quanto mais desenvolvida, mais grave torna o caso, porquanto ela é, então, utilizada para mascarar melhor os atos amorais.

Sindrome Narciso Maligno

- Encanto superficial e manipulação
- Mentiras sistemáticas e Comportamento fantasioso.
- Ausência de Sentimentos Afetuosos
– Amoralidade
– Impulsividade
- Incorregibilidade
- Falta de Adaptação Social
 

Seu amigo Psicopata  A mente do Psicopata

Mandamentos dos Psicopatas

Entrevista com Psicopatas

Síndrome do Narciso Maligno  A Síndrome de Don Juan

Psicopatas eles estão entre nós

POR ONDE ANDAM OS PSICOPATAS

Reconhecer um psicopata não é tarefa fácil

Petições on line pela vinda de Yoani Sanchez ao Brasil

Assine e divulgue Petições on line pela vinda de Yoani:

http://www.petitiononline.com/yoani_br/petition.html


http://www.petitiononline.com/1tatanka/petition.html

...

O livro De Cuba, com carinho, escrito pela blogueira cubana Yoani Sánchez, já está em pré-venda e pode ser adquirido clicando na capa abaixo.

Sinopse:

Yoani Sánchez escreve um dos blogs mais visitados do mundo, Generación Y, com vários milhões de acessos mensais, mas quase não consegue ser lida em Cuba, onde mora com seu marido Reinaldo Escobar e seu filho adolescente Teo. Quando eleita pela revista Time uma das mulheres mais influentes do mundo, ou quando recebeu o prêmio Ortega y Gasset, seus feitos não foram registrados, muito menos festejados pelo governo cubano. Mas ela não escreve sobre política.

De Cuba, com carinho é um belo livro que narra a vida cotidiana de quem vive na ilha, sofre com a decadência da economia cubana, mas ama seu país. Alguém que não deseja que conquistas obtidas nas últimas décadas sejam jogadas fora, mas acha que o regime envelheceu junto com seus dirigentes. E conta tudo isso em textos cheios de vida, humor e certo amargor, mas muita esperança.

Do Editora Contexto

http://editoracontexto.com.br/produtos.asp?cod=450


É na palavra consciência que está o poder de decisão, e não adianta fugir dela. Amyra El Khalili

A responsabilidade socioambiental está passando a fazer parte da rotina das empresas, como aspecto estratégico e diferencial competitivo. Parte desse avanço pode ser atribuído ao trabalho de profissionais como a economista Amyra El Khalili, que há mais de 10 anos se dedica a ações de responsabilidade socioambiental..."
Assistam a entrevista
 
...
Commodities Ambientais Em Missão de Paz
Novo Modelo econômico para América Latina e o Caribe
Este e-book celebra a trajetória pacifista de três décadas da economista e ambientalista Amyra El Khalili, como resultado dos primeiros dez anos da construção econômica socioambiental na América Latina e no Caribe. Trata-se da compilação de alguns de seus principais artigos e entrevistas reproduzidos, discutidos e apresentados em listas na internet, em diversas publicações, palestras, debates, congressos, conferências e seminários no Brasil e no exterior.
Nesta obra, você refletirá sobre temas como economia de mercado, meio ambiente e finanças sustentáveis, redes solidárias e suas estratégias, mudanças climáticas e mercados emergentes, financiamentos de projetos e negócios socioambientais, conflitos sociopolíticos, espiritualidade e esperança, guerra e paz.
Amyra é um exemplo de ativismo a serviço da paz entre os povos, entre os gêneros masculino e feminino, entre progresso e preservação ambiental. Sua militância pela dignidade humana,pelo respeito à mulher, contra a discriminação de ordem racial e étnica, tem merecido o respeito e a admiração de quantos privam de sua amizade e daqueles que leem os seus artigos.
Download gratuito do livro  http://amyra.lachatre.com.br
...

É necessário projetar na mente das pessoas imagens positivas, de auto-estima, de valores humanos e espirituais, trabalhando a consciência. É um processo de resgate, de cura, não de culpa – porque somos sempre bombardeados pela grande imprensa com essa noção de culpa. Vivemos um modelo de sucesso materialista onde Ter é melhor que Ser. Que mensagem estamos passando para os nossos jovens? O que nós estamos dizendo para a sociedade quando a gente só propaga a doença, o mal, a violência, o oportunismo? Tenho crenças! E por isso que ainda estou em pé, fazendo coisas. Acredito no poder da informação. Uma informação clara, transparente e didática. Podemos ter opiniões, mas não vamos decidir pela sociedade. É na palavra consciência que está o poder de decisão, e não adianta fugir dela. Gosto muito da expressão nova consciência porque não podemos dizer que as pessoas não estão conscientes, elas estão, mas num padrão de verdade antigo, velho, desgastado. Existe consciência sim. Mas a consciência de que eu preciso ganhar dinheiro, que preciso pagar as contas, que preciso lucro, que é lucro a qualquer preço. Uma consciência que está profundamente doente em estado terminal.

É na palavra consciência que está o poder de decisão, e não adianta fugir dela.
 

Amyra El Khalili é economista, presidente do Projeto BECE (sigla em inglês) Bolsa Brasileira de Commodities Ambientais. É também fundadora e co-editora da  Rede Internacional BECE-REBIA (www.bece.org.br ),  membro do Conselho  Gestor da REBIA - Rede Brasileira de Informação Ambiental,  do Conselho Editorial do Portal do Meio Ambiente (www.portaldomeioambiente.org.br ) e da Revista do Meio Ambiente (www.rebia.org.br ). É professora de pós graduação com a disciplina "Economia Sócioambiental" na Faculdade de Direito de Campos de Goytacazes e pela OSCIP Prima Sustentabilidade.

terça-feira, setembro 29, 2009

Paulo Pavesi : Ao contrário do que dizem, tráfico de órgãos é muito mais comum do que você imagina

Em setembro, como em todos os anos, a grande máfia se une para realizar o que chamam de Campanha de doação de órgãos. Aquelas palavras tocantes, com imagens tristes. Você precisa doar!

Na verdade isso acontece durante todo o ano. Onde você vai tem um cartaz, um folder, um posterzinho dizendo "Doar órgãos é um ato de amor", e coisas do tipo.

Eu também lanço a minha Campanha todos os anos. Neste ano escolhi o seguinte título:

"MANTENHA-SE VIVO. NÃO DOE SEUS ÓRGÃOS. NÃO CAIA NESTA ARMADILHA."

O garotinho no alto da página, no canto superior direito, é o Paulinho. Tinha 10 anos quando sofreu um acidente doméstico, e ao ser levado para o hospital constataram que seu estado era MODERADO. Usando altas dosagens do medicamento Dormonid, foi colocado em coma de onde nunca mais saiu. Ainda vivo, mediante anestesia geral, seus órgãos foram retirados e transplantados em uma lista privada do médico que o matou. Este grupo atuava em Poços de Caldas e tinha como seu criador um deputado federal.

O caso deu origem até a uma CPI Federal, e apesar de comprovado o assassinato inúmeras vezes, tudo foi abafado. O mesmo grupo foi responsável pela morte de pelo menos outras 8 pessoas, e o adminsitrador do hospital onde Paulinho foi assassinado foi morto a tiros após colocar escutas no centro cirúrgico.

As córneas de Paulinho foram vendidas pelo Instituto Penido Burnier em Campinas pelo preço simbólico de 500 e 600 reais respectivamente. Tal Instituto sequer possuia na época, autorização para a realização de transplantes, mas era pago pelo governo mesmo assim.

A exemplo do que se vê hoje no Brasil, os culpados sequer foram presos. Estão respondendo em liberdade e já foram contratados pelo SUS para fazerem novos transplantes. Estão também articulando para a recriação da central que foi fechado porque era clandestina. Tudo com o auxílio de autoridades e do governo federal.

O presidente da ABTO - Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos é testemunha de defesa do principal acusado.

A imprensa brasileira está proibida de falar no caso.

Hoje eu moro na Itália e estou sob proteção humanitário do Governo Italiano, devido a diversas ameaças que fizeram para que eu calasse a boca.

Por isso, se você tiver um pouco de consciência, exija que casos como de Paulinho Pavesi sejam esclarecidos e que os acusados sejam exemplarmente punidos, pois caso contrário, você estará colaborando para o crime organizado. Aceitar o assassinato de uma criança para que os pacientes que esperam um transplante não sejam prejudicados, é um argumento baixo e só beneficia os traficantes de órgãos.

Ao contrário do que dizem, tráfico de órgãos é muito mais comum do que você imagina, mas os acusados sempre se safam com o auxílio do Ministério Público.

Se você é doador, em favor da vida, espero que a vida de Paulinho também tenha a mesma importância para você. Portanto, converse com seus amigos. Passe esta informação adiante.

Em breve haverá o lançamento de um documentário para o cinema onde o caso Paulinho é citado. Eu estou fazendo a minha parte. Na próxima semana darei maiores detalhes.
 

São Miguel

"Houve uma grande batalha no céu.
Miguel e seus anjos lutaram contra Satanás e suas legiões, que foram derrotadas, e não houve lugar para eles no céu.
Foi precipitada a antiga serpente, o diabo, o sedutor do mundo.
Ai da terra e do mar, porque o demônio desceu a vós com grande ira, sabendo que lhe resta pouco tempo".
 
São Miguel mensageiro da sentença eterna
 
São Miguel defensor contra as iniqüidades do século
 
São Miguel guardião do paraíso!
 
Olhai  e condene aqueles que permitem demônios nas terras de Deus!
Olhai  e puna os aliados das trevas!
 
São Miguel Padroeiro de Itacaré- Bahia

HONDURAS

 
...
 
 

Honduras contra a mentira global - do Olavo de Caarvalho

Se algo os acontecimentos recentes em Honduras confirmam, é aquilo que venho dizendo há anos: quem quer que, sem ser esquerdista, preste algum favorzinho aos esquerdistas, acaba sendo acusado por eles de fazer exatamente o contrário do que fez, de ser um direitista feroz e intolerante que só os persegue, maltrata e atemoriza.

Em 28 de junho, a Suprema Corte de Honduras determinou a prisão do presidente Manuel Zelaya por ter infringido a Constituição e ameaçado usar a força contra o poder legislativo. Os militares, em vez de executar a ordem, deixaram-se enternecer pelo desgraçado e permitiram que ele escapasse para a Costa Rica. Resultado: a esquerda mundial inteira os acusa de ter "expulsado" Zelaya, de ter dado um "golpe", de ter "rompido a estabilidade das instituições".

Se tivessem prendido o delinqüente e o levado a julgamento, a esquerda mundial poderia estar tão enfezada quanto está agora, mas não teria nenhum pretexto para dizer essas coisas. Teria de inventar outras mentiras, mais trabalhosas, menos persuasivas.

Não sei quantas décadas ou séculos de experiência e de sofrimento inútil a humanidade ainda precisará para compreender que indivíduos contaminados pela mentalidade revolucionária não são pessoas normais, confiáveis, das quais se possa esperar lealdade, gratidão, bondade ou acordo racional, mesmo em doses mínimas.

A história está repleta de casos de conservadores, católicos, protestantes, judeus, que arriscaram suas vidas para salvar comunistas perseguidos. Não consta dos anais do mundo um só episódio de comunista de carteirinha que tenha feito o mesmo por um reacionário, um só exemplo de radical islâmico que tenha arriscado o pescoço para livrar um infiel das garras dos aiatolás vingadores.

A mentalidade revolucionária não admite leis ou valores acima do poder revolucionário, não conhece caridade ou humanitarismo exceto como expedientes publicitários a serviço da revolução, não admite lealdade senão ao aparato revolucionário, não aceita a existência da verdade senão como simulacro de credibilidade da mentira revolucionária.

Com toda a evidência, é assim que funciona a mente dos srs. Luís Inácio Lula da Silva, Hugo Chávez, Marco Aurélio Garcia e demais próceres do Foro de São Paulo.

O sr. Lula acaba de dar mais um exemplo da sua mendacidade revolucionária infatigável, ao afirmar que o governo brasileiro nada sabia do retorno de Manuel Zelaya a Honduras, quando o próprio Zelaya confessa que foi tudo combinado com o sr. Marco Aurélio Garcia.

Colaboracionistas em profusão, espalhados pela mídia internacional, apressam-se em alardear que a presença do presidente criminoso na embaixada brasileira desestabiliza o regime hodurenho e o predispõe a concessões. Isso é pura guerra psicológica. Quem quer trégua não priva o inimigo de água e comida, nem atira nos agentes chavistas que o apóiam, camuflados de cidadãos hondurenhos. Quem está desestabilizada é a "ordem global", que mostrou toda a sua fraqueza, todo o seu desespero, ao ficar provado que, para destruí-la, basta um povo pequeno e corajoso dizer "Não".

Não acreditem em jornalistas que lhes apresentam a crise hondurenha como uma questão de aceitar ou rejeitar Zelaya na presidência. Esse problema nem sequer existe. Como presidente ou como cidadão, há uma ordem de prisão contra ele. Recolocá-lo no Palácio Presidencial é apenas garantir que ele irá para a cadeia com honras de chefe de Estado. Honduras não está lutando para se livrar de um político safado, mas para assegurar que a ordem legal e constitucional do país valha mais que a opinião de bandidos e tagarelas estrangeiros autonomeados "consenso internacional".

Para lidar com essa gente, toda precaução é pouca, toda suspeita é modesta, toda conjeturação de motivos sórdidos corre o risco de ficar muito aquém da realidade. Os hondurenhos parecem ser o primeiro povo do mundo que percebeu isso. Do Olavo de Carvalho

Nada é para sempre

IDADE DAS TREVAS
por Maria Lucia Victor Barbosa

O legado do Império Romano foi marcante para a humanidade por suas inúmeras realizações em diversas áreas, especialmente, na política, na arte da guerra e no Direito. Mas, nem mesmo o maior poder, o esplendor mais estonteante duram para sempre nessa vida de incertezas e finitudes.

Conheça nossos Direitos

 
 
 

Acontece em Itacaré

Itacaré: Traficantes e assassinos são presos

A Polícia Civil de Itacaré sob o comando da delegada Lisdeily Nobre deflagrou durante esta semana a operação "Crustáceo", a fim de prender um perigoso traficante daquele município, cujo nome inspirou o nome da operação policial. Trata-se, de "Siri". São eles: Tonidamilton Barbosa Santos; vulgo "Mirto"
um adolescente de 15 anos, Sivanildo Silva dos Santos – conhecido como "Siri", este chefe do bando.
Joseney dos Santos Afonso, e o por último Francisco Alexandre de Araujo - conhecido por "Jack", este o homem de apoio de "Siri" e receptador segundo a polícia.

Preso em Itacaré foragido de Itabuna
A Polícia Civil de Itacaré apresentou nesta tarde de quinta-feira, 24, um foragido da justiça de Itabuna. Trata-se, de Cleverton Alves, o "Mabaço".
"Mabaço" conseguiu fugir a quase um mês em companhia de outros nove detentos da cadeia pública municipal.Do Jornal Sports News
............
Ubaitaba e Aurelino Leal marcham juntas pela Estrada Ubaitaba – Maraú e Aurelino – Itacaré
Do Ubaitaba.com
..
Jornal Sport News: Fanfarra de Itacaré vence primeira fase do Baiano

A Fanfarra de Itacaré (Faita) foi a campeã da primeira fase do XV Campeonato Baiano de Fanfarras, realizada em Santo Estevão, no último dia 20. A participação do grupo itacareense foi apoiada pelo governo municipal, que arcou com os ...
...
Projeto vai beneficiar quilombolas baianos
Sexta-feira, 25/09/2009 - 11:02


Salvador - Financiar atividades pilotos com comunidades remanescentes de quilombos nos estados da Bahia, Ceará e Pernambuco é o que pretende o projeto de inclusão de comunidades remanescentes de quilombolas, que será lançado, oficialmente, em Recife, segunda e terça-feira (28 e 29), e na primeira quinzena de outubro, em Salvador.

O objetivo do projeto, que está sendo implementado pelas equipes de empréstimo do Banco Mundial a partir de uma doação do Fundo do Desenvolvimento Social do governo do Japão, é construir uma proposta de empoderamento das comunidades quilombolas. Isso de forma compartilhada, com suas lideranças e representações dos movimentos sociais, qualificando-as para o estabelecimento de diálogos com instâncias públicas e instituições de financiamento externo, na direção da construção de políticas e projetos que as beneficiem.

Com um custo total de US$ 877.617, o projeto já está sendo executado, na Bahia, pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento e Integração Regional (Sedir), por meio da Coordenação de Apoio aos Povos e Comunidades Tradicionais, em parceria com as secretaria estaduais de Promoção e Igualdade (Sepromi), de Cultura (Secult) e de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes).

A Coordenação de Povos e Comunidades Tradicionais da CAR iniciou os trabalhos de campo, com visitas efetuadas para identificação de possibilidades de trabalho em Cachoeira, Itacaré e Taperoá e os trabalhos de geoprocessamento, utilizando as diversas informações sobre comunidades remanescentes de quilombos. A equipe técnica da coordenação é composta por Antônio Fernando da Silva (coordenador), Lanns Almeida Filho (agrônomo), Léa Maria Paiva Franco e Jorge Andrade (economistas) e Jorge Galo (administrador).

No Jornal da Midia

...

Venho por meio desta informa-lhes que estamos com um trabalho de recuperados, mendigos, adolescente abandonado, doentes, alcoólatra, viciados em Crack e outros.

Se você sentir no coração de doar uma roupa velha, um alimento não perecível, um remédio, tudo que você achar indispensável, para nos será bem aproveitado.

A nossa idéia é restaurar e trazer o cidadão problemático a sociedade.

Nosso endereço: Rua João de Souza n 137 centro Itacaré Bahia.

Tel: 3251-2474 99640367

aamiblomamataatlantica@hotmail.com

Att ASSOCIAÇÃO AMBIENTALISTA DO MUNICIPIO DE ITACARE - Por e-mail

Do O que Itacaré Tem

segunda-feira, setembro 28, 2009

sei...

E não te escutarei

Quando seu filho for assassinado

Quando sua filha for estuprada

 

E não te escutarei

Quando roubarem teus pertences

Quando matarem teus companheiros

Quando tomarem o que é teu

 

E não te escutarei

Quando gritares por ajuda

Quando a indignação tomar conta de teu ser

 

E não te escutarei

Quando abusarem de teus direitos

Quando a tortura ferir teu corpo

Quando destruírem tua mente

 

E não te escutarei

Quando por tuas denúncias serás

perseguido, difamado, ameaçado

 

E não te escutarei

Quando o som de teu pranto

levar o que te restou de vida

 

Não te escutarei

Pois não me escutaram

E já não estou mais aqui

Para poder te escutar

Tipos de violência contra a Mulher

Alguns tipos de violência

Violência física Qualquer agressão que se dê sobre o corpo da mulher. Esta violência se dá por meio de empurrões, beliscões, queimaduras, mordidas, chutes, socos ou, ainda, pelo uso de armas brancas como facas, estiletes, móveis, etc. ou armas de fogo.

Violência sexual Qualquer ato onde a vítima é obrigada, por meio de força, coerção ou ameaça, a praticar atos sexuais degradantes ou que não deseja. Este tipo de violência também pode ser perpretada pelo próprio marido ou companheiro da vítima.

Violência psicológica e moral Este tipo de violência se dá no abalo da auto-estima da mulher, por meio de palavras ofensivas, desqualificação, difamação, proibições de estudar, trabalhar, se expressar, manter uma vida social ativa com familiares e amigas (os), etc.

Violência patrimonialQualquer ato que tem por objetivo dificultar o acesso da vítima à autonomia feminina, utilizando como meio a retenção, perda, dano ou destruição de bem e valores da mulher vitimizada.

Violência intrafamiliar / doméstica - É perpetrada no lar ou na unidade doméstica, geralmente por um membro da família que viva com a vítima, podendo ser esta um homem ou mulher, criança ou adolescente ou adulto.

Violência conjugal - É a que se dá entre cônjuges, companheiros, podendo incluir outras relações interpessoais (ex: noivos, namorados).

Violência institucional Qualquer ato constrangedor, fala inapropriada ou omissão de atendimento realizado por agentes de órgãos públicos prestadores de serviços que deveriam proteger as vítimas dos outros tipos de violência e reparar as conseqüências por eles causadas.
 
Disque 180 Denuncie

Você não tem vergonha? Você não tem decência?"

Discurso do Primeiro Ministro de Israel incendeia a ONU


Via Movimento Ordem e Vigília contra a Corrupção

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu lançou um duro ataque contra o presidente do Irã nas Nações Unidas, na quinta-feira, dizendo que a audiência que o órgão concedeu a Mahmoud Ahmadinejad na noite anterior, elevou-se a uma "desgraça na Carta da ONU".




Netanyahu levantou as cópias das atas da reunião dos oficiais nazistas, em 1942, onde estão os planos para o extermínio dos judeus, bem como os projetos de construção de campos de concentração nazistas. "Estes são protocolos de mentira?", disse ele, acenando o documento em sua mão. "Serão os sucessivos governos da Alemanha, que têm mantido esses documentos para a posteridade, todos mentirosos?"

Por CHRISTOPHER RHOADS e JOE LAURIA

Na quarta-feira, na mesma tribuna, o presidente iraniano acusou a "uma pequena minoria" de escravizar a maior parte do mundo.

"Já não é aceitável que uma pequena minoria que domina a política, a economia e a cultura das partes mais importantes do mundo, por suas redes complexas, estabeleça uma nova forma de escravatura e prejudique a reputação de outras nações, mesmo das nações européias e dos EUA, para atingir suas ambições racistas", disse o iraniano.

Netanyahu criticou os delegados que permaneceram em seus lugares na Assembléia Geral Municipal quando Ahmadinejad falou. "Para aqueles que se recusaram a vir e para os que saíram em protesto, vos felicito", disse ele. "Mas para aqueles que deram audiência a este negador do Holocausto, eu digo em nome do meu povo, o povo judeu, e das pessoas decentes em toda parte:

Você não tem vergonha? Você não tem decência?"

Netanyahu disse que a maior ameaça aos esforços da ONU para impedir a repetição da carnificina da Segunda Guerra Mundial é o ataque "a verdade".

"Ontem o presidente do Irã nesta tribuna vomitou suas diatribes anti-semitas", disse ele. "Apenas alguns dias antes, ele havia afirmado que o Holocausto foi uma mentira."

Netanyahu recentemente visitou Berlim, incluindo a vila onde os planos de extermínio foram elaborados, em Wannsee, para obter os documentos que levou à assembléia.

"Talvez alguns de vocês pensem que este homem e seu odioso regime só ameaçam aos judeus. Bem, se você pensa assim, você está errado, absolutamente errado. O que começa como ataques a judeus sempre acaba engolindo os outros. Este regime abarca os extremos do fundamentalismo islâmico. "

Ele concluiu seu discurso citando Winston Churchill e suas advertências sobre as ameaças crescentes, às vésperas da II Guerra Mundial, e então disse: "A questão que enfrenta a comunidade internacional é se ela está preparada para enfrentar estas forças ou simplesmente acomodá-las". The Wall Street Journal – tradução de Arthur para o MOVCC
 

por onde passamos...

 
 
 
...
 
Itamaraju: Funcionários públicos fecham rua e queimam pneus em protesto contra a prefeitura
..
Professores rebatem calúnias contra colegas assassinados
"Não vamos deixar que tantas calúnias atrapalhem o trabalho da Polícia. Nossos amigos foram vítimas de um plano cruel de um psicopata que se incomoda quando uma voz não se cala diante das injustiças sociais que imperam em nosso país"
..
Mais de 50 transatlânticos vão aportar em Ilhéus até janeiro

O que mais precisa ser derrubado para percebermos e agirmos?






...
...
Aconteceu, foi real, é real
Invadem
Ocupam espaços
Matam
Sem conversa
Não querem acordos
Querem o poder!
Alguns ainda dizem : Em nome de Deus
Outros rezam em missas atualmente
Os incautos quando perceberam já era tarde
Espaços aéreos ocupados
Simbolos derrubados
Espaços tomados
Mortes, desespero, caos!
O evidente despreparo em relação a probabilidade de ataques.
A historia se repete
Continuam vários países sem aceitarem conversas, acordos.
Continuam tomando, ocupando.
Ocultando jogadas e armando articulações que levarão a mais mortes e a tirania.
Não existem nações unidas.A barbarie tomou conta.
Nada respeitam. Nada ouvem
Não existem nações unidas.A barbarie tomou conta
No maximo alguns indignados se retiram dos salões e aos animais é permitido discursarem por horas!
Como cordeiros escutamos ameaças que fatalmente se tornarão realidade
Cada um por si e se sobrar para alguns dos paises algo de útil, tá valendo ficar na conversa!
Querem alguns diplomacia, mas não se seguram cães raivosos!
Não se seguram cães raivosos!
Insisto neste Blog em relembrar, fatos e postar fotos e videos. Não podemos dizer que não sabemos agora como agem.
As notícias estão em vários sites do que aconteceu na última década e acontece agora.
As torres já não existem mais! Várias cidades de nossa civilização também já não existem mais!
Não é tempo de apontar culpas, nenhum país pode se declarar inocente!
Mas é hora de parar!É tempo para os que estão na cúpula das Organizações européias, asiáticas, americanas, das nações unidas de freiarem os desmandos de alguns que envolverão a todos.
Amordacem os cães no grito! De nós eles só almejam os ossos!

sei...

Tratai-os segundo a sua iniquidade

domingo, setembro 27, 2009

e se fossem brasileiros?



Vocês suportariam que dissessem que não existiu?


Muitos brasileiros lutaram nesta guerra, muitos dos nossos bravos estão lá em outros países enterrados. Lutaram por estes que estão nestas fotos, lutaram por nós para que não acontecessem estes horrores aqui no Brasil.

Em memoria de todos que morreram em batalhas, que morreram em fornos do extermínio, que morreram de fome e foram submetidos a atrocidades, não permitam que outros monstros desta legião enfurecida continuem a dizer que nada existiu, que nada aconteceu.


Não permitam!


Por dinheiro nenhum, não permitam que negociemos com estes seres!

Brasileiros, brasileiros, podemos passar sem óleo, não podemos sobreviver sem dignidade e sem honrar os que lutaram por nós!

HOLOCAUSTO - HOLOMODOR

ll Guerra Mundial

 
 
Na Veja
 

O BRASIL NA ll GUERRA MUNDIAL

Carnificina no mar do Nordeste leva o país a declarar guerra contra o Eixo - Um único submarino alemão afunda cinco embarcações e vitima quase 600 pessoas -
Ataques realizaram-se em curtíssimo intervalo de tempo
 
Enquanto o sol de 15 de agosto de 1942 começava a mergulhar no oceano Atlântico, o navio Baependy, que deixara Salvador com destino a Recife, aproximava-se do farol do rio Real, perto de Maceió. Os 233 passageiros, a maioria deles militares do Exército, já haviam jantado. Ao lado dos 73 homens da tripulação, os viajantes celebravam naquele momento o aniversário do imediato Antônio Diogo de Queiroz. Rá. Tim. Bum! Repentinamente, um estampido abala a embarcação. O relógio apontava exatamente 19h12 quando um torpedo lançado por um submarino alemão U-507 atingiu o Baependy. Dois minutos depois, com outro torpedo no casco, o barco foi a pique. 215 passageiros e 55 tripulantes mortos.

Voraz, o U-507 não se contentaria com o notável estrago. Algumas horas depois, a embarcação tedesca se aproximaria do Araraquara, que também saíra de Salvador em direção ao Norte do país. Às 21h03, lançou dois torpedos que afundaram o mercante de 4.871 toneladas em cinco minutos. Das 142 pessoas a bordo, 131 perderam a vida. Sete horas depois do segundo ataque, o U-507, que ainda perambulava pela região, assaltou o Aníbal Benévolo. Às 4 horas da manhã do dia 16, dois torpedos - um na popa, outro na casa de máquinas - meteram no fundo o pequeno navio de 1.905 toneladas. Todos os 83 passageiros, a maioria deles recolhidos às suas cabines, morreram; de 71 tripulantes, só quatro sobreviveram.

Em menos de oito horas, o U-507, brinquedo assassino de Adolf Hitler, afundara três embarcações brasileiras e matara 541 homens. O país ainda se comovia com a tragédia causada pelos pérfidos ataques quando o submarino voltou à carga. No dia 17, próximo à cidade de Vitória, o Itagiba foi atingido às 10h45. O Arará, que se dirigia de Salvador para Santos, e parou a fim de socorrer o colega, acabou tornando-se a quinta vítima dos petardos tedescos. Os 36 mortos do Itagiba e os 20 do Arará fizeram a conta das baixas brasileiras rasparem nas seis centenas. Ficava difícil esconder o desejo de revanche.
...
Estado de beligerância - Antes de julho de 1942, 13 navios brasileiros já haviam sido afundados na batalha que as embarcações germânicas travavam contra suas correlatas brasileiras desde que o presidente Getúlio Vargas cortara relações diplomáticas com os protetorados de Hitler, Benito Mussolini e Hiroíto - decisão anunciada em 28 de janeiro de 1942. No total, os danos tinham causado a morte de cerca de cem tripulantes - apenas sete passageiros pereceram. Getúlio Vargas, considerando as ocorrências casualidades inerentes ao contexto internacional, preferira não tomar medidas mais drásticas.

Apesar de oficialmente neutro na refrega, o Brasil já se bandeara para o lado dos Aliados desde 1941, quando o chefe da República abriu espaço para bases aéreas e navais no Nordeste brasileiro. Em dezembro, Natal recebia uma parte do esquadrão naval VP-52; além disso, a 3º Força-Tarefa americana passou a ser lotada no Brasil, contando com uma esquadra equipada para atacar submarinos e navios mercantes rompedores de bloqueio do Eixo, que tentavam trocar mercadorias com o Japão.

A postura passiva, contudo, já não era suficiente para acalmar a traumatizada opinião pública e manter a soberania do país. Getúlio Vargas não teve escolha senão reconhecer o conflito entre o Brasil e as potências do Eixo. Em resposta aos apelos da sociedade, finalmente o Brasil anunciou, em 22 de agosto de 1942, o estado de beligerância - que, porém, duraria pouco. Em 31 de agosto de 1942, com a declaração do estado de guerra, o Brasil ingressava na mais internacional das batalhas da História.
 
 
Na VEJA

sábado, setembro 26, 2009

Não existe silêncio dos bonsss

Bons silenciosos não existem!  São pérfidos mascarados do mal.
São cúmplices dos criminosos, dos psicopatas, dos prevaricadores,dos corruptos, dos articuladores e tiranos
Bonsss são covardes! Se escondem na muralha do silêncio e da falsa fé!
Bonsss são enganadores, não furam fila mas também não dão espaço!
Bonsss reforçam os maus, impedem nosso caminho!
 
Que venham os maus com seus males em toda sua força!
Cara a cara os enfrentaremos!
 
Quem somos? Humanos,nem bons,nem maus!
 
Por favor Bonsss, se afastem!

Notificação judicial contra o Estado da Bahia visando que presos perigosos não se beneficiem de indulto.

Vera Mattos - Sociedade civil organizada entra com notíficação ao Estado da Bahia
Representantes da sociedade civil organizada entram com notificação judicial contra o Estado da Bahia visando que presos que não tiverem condições de convívio em sociedade, permaneçam obrigatoriamente sob a tutela do estado , fora do convívio dos demais membros da sociedade , sob pena de gerar séria insegurança jurídica ao todo social.
A notificação judicial é contra o Estado da Bahia, com o objetivo de adverti-lo, o Estado de que, segundo a constituição federal de 1988, o ato do Estado, tem que ser revestidos de legalidade e moralidade, e caso sejam, de forma a ferir a moralidade administrativa ou a legalidade, estaremos diante de um ato que pode ser anulado, via ação popular, que segundo a CF/88 - art. 5.o inciso lxxiii e a lei n.o.717/1965, pode qualquer cidadão, ingressar pleiteando a anulação do ato, ou o obrigação de não fazer algo que está errado.  
 
 
Rita de Cássia Martinez foi mais uma vítima do Estado da Bahia.

O assassino de Rita de Cássia Martinez foi liberado para passar o Dia dos Pais em casa. Ele que já havia violentado outras mulheres teve direito a este indulto por qual motivo? Quem assinou a liberação deste bandido? Não nos interessa se ele se matou.

A pergunta é: quantos monstros iguais a este serão liberados no Dia das crianças? E no Natal? Quantas mulheres serão violentadas e abusadas por monstros como este?

 
Jornalista Vera Mattos
Presidente da Fundação Maria Lúcia Jaqueira de Mattos
Dirigente da Seção Bahia - do Capítulo Brasil
do Fórum de Mulheres do Mercosul
Dirigente da Rede Risco Mulher Brasil

sexta-feira, setembro 25, 2009

Vítimas de Violência Sexual

Atendimento às Mulheres Vítimas de Violência Sexual

A primeira providência do policial, familiar ou qualquer pessoa que tenha contato com a vítima é: encaminhá-la ao hospital ou pronto-socorro, com as mesmas roupas que usava na hora do estupro, sem se lavar, sem tomar banho, para exames e tratamentos que precisam ser imediatos.

Caso troque de roupa, guarde as roupas que estava usando para não limpar as provas, futuramente poderá ser feito exame mo IML.
O serviço médico deve ser procurado o mais rápido possível, pois a prevenção de gravidez e de doenças sexualmente transmissíveis é mais eficaz quanto menor o tempo transcorrido entre a agressão e o atendimento.
O atendimento imediato deve ser realizado por uma equipe multiprofissional que inclui médico, enfermeira, psicóloga e assistente social.
O hospital deve dispor de equipe treinada para fazer o acolhimento da mulher. As consultas devem transcorrer em ambiente adequado onde prevalecem as premissas de uma atitude compreensiva e solidária da equipe de atendimento, evitando-se comportamentos inquisitivos e juízos de valores.
O atendimento imediato consiste em entrevista e exame físico com a enfermagem, consulta médica, anticoncepção de emergência, profilaxia de doenças sexualmente transmitidas, incluindo hepatite B e HIV-AIDS, atendimento psicológico e orientações legais. Todos os medicamentos são fornecidos gratuitamente pelo hospital neste primeiro atendimento.
As observações dos diferentes profissionais são anotadas em uma única ficha clínica, que deve ficar arquivada no serviço. Se for necessário, cópia desta ficha poderá ser disponibilizada para a mulher ou seu representante legal (se menor).
A comunicação do crime é prerrogativa da mulher. É ela quem decide se deve dar queixa à polícia ou não. As mulheres, ou seus representantes legais, devem ser estimuladas a comunicar o acontecido às autoridades policiais e judiciárias, porém a decisão final é delas. O hospital somente comunicará a violência às autoridades nos casos previstos em lei.

Após o atendimento inicial devem ser agendados retornos em ambulatório específico para acompanhamento, durante seis meses, com ginecologista, infectologista, psicóloga, enfermeira e assistente social.
Devem ser realizados exames laboratoriais específicos para doenças de transmissão sexual, hepatite B, hepatite C e AIDS.
Para os casos de gravidez decorrente de estupro a mulher deve ser atendida em primeiro lugar pela assistente social do hospital. Posteriormente, é atendida pela psicóloga, pela enfermagem e pelo médico. Quando a mulher decide continuar com a gravidez, é acompanhada por equipe especializada que, se for o seu desejo, providenciará a doação da criança por ocasião do nascimento.
Se a mulher solicitar a interrupção da gravidez, esta solicitação deve ser discutida em reunião multidisciplinar, com a participação da diretoria clínica e da comissão de ética do hospital. A decisão de interromper a gestação depende de fatores médicos e psicológicos, entre os quais, a idade da gestação. Decisão favorável à interrupção somente será tomada se atendidos todos os requisitos da legislação brasileira.

Adaptado do texto do CAISM e aprovado pelo Dr. Aloisio Jose Bedone
http://www.caism.unicamp.br/programas/prog-violencia.html

Este texto também é baseado em informações do Ministério da Saúde
http://www.portaldeginecologia.com.br/modules.php?name=News&fil...

do Portal da Ginegologia
http://www.portaldeginecologia.com.br/modules.php?name=News&fil...

Projeto Iluminar
http://www.campinas.sp.gov.br/extras/?codModelo=22&busca=Ilumin...
.
Atendimento imediato

A médica sanitarista Verônica Gomes Alencar, coordenadora do Iluminar de Campinas, informa que grande parte das ocorrências deste tipo de violência é registrada à noite e durante os finais de semana e feriados, quando a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) encontra-se fechada.
As pessoas que sofrerem qualquer tipo de violência sexual devem procurar um serviço de saúde antes de 72 horas. Segundo Verônica Alencar quanto mais cedo as vítimas procurarem um atendimento de saúde mais rápido o trauma físico poderá ser diminuído através da prevenção de doenças sexuais e, no caso de mulheres, de uma gravidez por estupro.
"Por isso, é fundamental que os profissionais de saúde estejam preparados para acolher e encaminhar as pessoas para os primeiros cuidados relacionados à saúde física e mental", diz.
Após o atendimento, a vítima é orientada a fazer Boletim de Ocorrência e o caso é notificado aos serviços de saúde.

Ouçam uma entrevista da Drª Verônica Gomes Alencar através do
Windows Média Player
http://www.campinas.sp.gov.br/extras/entrevistas/mp3/2006/janeiro/V...

Esta entrevista fala sobre o atendimento em Campinas, mas a maioria das informações podem ser seguidas em qualquer localidade.

A entrevista é muito instrutiva. Vale a pena ouvir.
.
Onde procurar serviços de atendimento à vítima de violência sexual

Veja o endereço mais próximo da sua casa na página da Secretaria Nacional das Mulheres

http://200.130.7.5/spmu/docs/atendimento_mulher/serv_viol_sexual.pdf
 
 
Leia no Itacare Justiça  LEI Nº 12.015, DE7 DE AGOSTO DE 2009